sexta-feira, 5 de setembro de 2014

No amor e nos negócios, a inteligência emocional é o mais importante

PEGN
18/04/2014
 
Manter um negócio demanda tanto esforço quanto manter um relacionamento. A comparação pode parecer estranha, mas é o que defende o americano Eric Schiffer. Empreendedor em série, ele é o atual presidente da 99¢ Only Stores (que é como uma versão americana das lojas de R$ 1,99). Em sua última coluna no site da Entrepreneur, o empresário defende que o componente mais importante para manter tanto a sua empresa como o seu relacionamento de pé é a inteligência emocional. "Na verdade, as regras para alcançar seus objetivos nos negócios são as mesmas para o amor", diz.

Schiffer listou cinco dicas que podem ajudar empreendedores a alcançar o sucesso no trabalho e na vida pessoal. Veja abaixo:  

1. Considere as ações e não as palavras
Ações importam mais do que palavras. Na hora de contratar um novo funcionário, preste mais atenção ao histórico dos candidatos do que em seu discurso. O mais indicado é tentar conversar com alguém que já tenha trabalhado com o potencial contratado e perguntar como é seu perfil em uma equipe: ele cumpre prazos? Tem um bom relacionamento com as pessoas? É esforçado?

No amor, vale a mesma regra. Falar é fácil. Difícil mesmo é cumprir o que se diz.

2. Não leve tudo para o pessoal
Evite transformar coisas pequenas em grandes dramas. Pessoas com inteligência emocional sabem que, de vez em quando, é preciso se afastar e analisar a situação de maneira fria antes de tirar conclusões drásticas. Se você ficou incomodado com alguém que o interrompeu durante uma reunião, por exemplo, o melhor é considerar o que pode ter feito a pessoa se comportar dessa maneira em vez de traçar um plano de vingança contra ela. Se esforce para sentir empatia e se colocar no lugar dos outros - e não leve tudo para o pessoal. Cada um vive em seu próprio mundo e, na maior parte das vezes, você não sabe o que está acontecendo por lá.

As mesmas regras se aplicam às relações românticas. Todo mundo tem dias ruins e todo mundo tem suas manias e esquisitices. Não é porque seu par não está com vontade de dançar que ele tem vergonha de ser visto com você. Pare de criar teorias mirabolantes e aceite as coisas exatamente como são. E o mais importante: não deixe bobagens te empacarem. Siga em frente. Sempre.

3. Mantenha o foco no todo
Pessoas bem sucedidas na vida e nos negócios levam o todo em consideração. Isso significa deixar detalhes de lado e encarar o caminho focando no destino final. Quando você mantém uma meta clara na cabeça, fica mais fácil negociar com clientes, criar parcerias bem sucedidas e concentrar suas energias no que é mais importante - sem se deixar desviar por pequenos aborrecimentos no meio do caminho.

O mesmo conselho vale para os relacionamentos. Se a sua prioridade é o seu parceiro, então você deve ligar menos para os pequenos desentendimentos do dia a dia que perturbam tantos casais - a toalha molhada em cima da cama, a pasta de dente sem tampa. Até mesmo situações mais importantes, como a administração do dinheiro ou a educação dos filhos, devem ser analisadas com uma coisa em mente: vocês estão fazendo tudo isso juntos.

4. Limpe as toxinas
Bons negócios se alimentam de boas energias. Muitas vezes, mesmo os funcionários mais eficientes, trazem cargas negativas que podem prejudicar a empresa. Evite contratar pessoas manipuladoras ou que agem sempre na defensiva. Essas características acabam contaminando o escritório e os outros empregados.

O mesmo vale para seus relacionamentos. Se alguém faz você se sentir mal sobre si mesmo, tenha foças para superá-lo e seguir em frente. Pessoas com inteligência emocional têm pouca tolerância a parceiros mentirosos, críticos ou carentes. Alguns indivíduos simplesmente são melhores fora da sua vida.

5. Não se desespere, nem perca o contato
Não é porque um relacionamento acabou que você deve se atirar da ponte mais próxima. Da mesma maneira, o fim de um acordo ou uma parceria que era boa para sua empresa não é o fim do mundo. Quem tem inteligência emocional se esforça para se manter positivo e voltar à estrada. Não é porque um relacionamento ou uma parceria terminou que você deve se separar da pessoa como se fossem inimigos.

Na maior parte das vezes, compromissos acabam por causa de diferenças e circunstâncias sobre as quais nenhum dos dois têm controle. Acontece, mas é raro relacionamentos terminarem por um deslize de uma das partes. Se esse não for o caso, não perca o contato com o ex-parceiro ou com o ex-sócio. O mundo gira e você nunca sabe quando caminhos podem voltar a se cruzar.


Disponível em http://revistapegn.globo.com/Noticias/noticia/2014/04/no-amor-e-nos-negocios-inteligencia-emocional-e-o-mais-importante.html. Acesso em 24 ago 2014.

Marcadores: , , , , , , , ,

quarta-feira, 3 de setembro de 2014

Indústria de absorventes investe em produtos com valor agregado

Supermercado Moderno
14/05/2012
Duas grandes companhias do setor de higiene e beleza, Kimberly-Clark e Procter & Gamble, investiram em produtos de maior valor agregado para recuperar as vendas de absorventes, que encolheram em 2011.

Eduardo Aron, diretor de cuidados pessoais da Kimberly-Clark, anunciou que a empresa irá investir R$ 20 milhões na categoria, incluindo o lançamento da linha Intimus Evolution, que já está no varejo. A expectativa da multinacional, que tem 27,1% de participação no mercado de absorventes, é ganhar mais 5 pontos percentuais nos próximos 12 meses.

Os investimentos foram definidos a partir de uma pesquisa realizada em abril de 2011 com 10 mil mulheres em 10 países, incluindo no Brasil. Com o resultado, que definiu as consumidoras brasileiras como mulheres ligadas nas novas tendências do mercado, a Kimberly-Clark decidiu também mudar as embalagens de seus absorventes, deixando-os com uma cara mais “moderna”.

A P&G também reposicionou seus absorventes no mercado, relançando a marca Always com novo apelo visual, e prometendo também o aumento da capacidade de absorção e da sensação de conforto dos produtos. Segundo Danille Panissa, diretora de marketing da marca, produtos de maior valor nesta categoria encontram grande aceitação no mercado, e por isso compensam o investimento.

As companhias tentam com isso reverter a retração do mercado de absorventes observada em 2011. Com promoções do tipo “pague 8 e leve 10” no fim do ano anterior, muitas consumidoras estocaram o produto e compraram menos, resultando em um volume de vendas 2,8% menor no ano passado. A queda nos preços levou o setor a um recuo ainda maior em movimentação financeira, de 6,4%.


Disponível em http://www.sm.com.br/Editorias/Ultimas-Noticias/Industria-de-absorventes-investe-em-produtos-com-valor-agregado-17302.html?utm_campaign=NEWSLETTER_2012_05&utm_content=utm_content%3DNEWSLETTER&utm_medium=e-mail&utm_source=mail2easy&utm_term=utm_term%3Dnoticias%2Bnewsletter. Acesso em 24 ago 2014.

Marcadores: , , , , , , , , ,

segunda-feira, 1 de setembro de 2014

Como aumentar suas vendas usando neuromarketing

Felipe Martins
18 de julho de 2014


O neuromarketing pode ajudar a aumentar a conversão de vendas de seu e-commerce, com a criação de anúncios inteligentes, que atingem diretamente uma necessidade do consumidor.

Os neurônios-espelho, por exemplo, são responsáveis pela motivação de realizar algo por, simplesmente, ver outra pessoa fazer. Em alguma situação, você já sentiu vontade de tomar um refrigerante, apenas por ouvir o som do gás esvaziando da lata que acabou de ser aberta ao seu lado? Isso é ação dos neurônios-espelho!

Confira duas formas simples para aplicar essa técnica em seus anúncios:

Anúncios visuais. Aposte na criação de anúncios visuais, como banners e e-mails marketing, utilizando fotos de pessoas consumindo ou utilizando seu produto, para motivar potenciais clientes à negociação.

Anúncios textuais. Aposte em palavras que enalteçam características da ação humana, representada pelo tato, olfato, audição e paladar. Usando recursos linguísticos apropriados, descreva uma situação positiva, possivelmente, já vivenciada pelo seu cliente.

Entenda seu cliente e a direcione seus esforços para conquistá-lo, inclusive apostando nas técnicas do neuromarketing.


Disponível em http://www.administradores.com.br/artigos/marketing/como-aumentar-suas-vendas-usando-neuromarketing/79047/. Acesso em 24 ago 2014.

Marcadores: , , , , , , , , , , ,